Verbo de ligação


rosa e lenho
09/01/2013, 12:57
Filed under: Prosa

O coração entregou a mensagem: amo.

Que surpresa. Que medo. Que mágica.

Até que chegou o dia em que minha alma – ou talvez tão somente esta fome humana – passou a se contorcer de aflição. E me dei o ultimato: não é possível viver assim.

Então encaminhei a prece: “Ô, Deus, tem dó. Tira este afeto de mim, que ele me machuca”.

Deus não disse nada. Apenas, na hora certa, roçou no ferimento que ardia e o desvelou.

Em seu lugar surgiu uma rosa. A cada pétala que abria, recendia perfume e brilho. Foi me tomando o peito todo, carinhosa e delicada. Ia crescendo pelo corpo, mandala em expansão infinita, desdobrando-se em cores e formas gentis e originais, caleidoscópica. Minha respiração se aprofundou, a flor se ampliava.

Atravessava-me de todas as maneiras, tomava-me inteira. E quanto prazer me causava. Eu transbordava amor. Que já ganhava o cômodo todo, alcançava os limites da casa e escorria pela rua, pela cidade. Até que seu fluxo tomou o mundo.

Foi então que O Jardineiro me indagou:

− Tens coragem de tirar isso de ti?

Estremeci, como se tivessem me perguntado se eu queria arrancar um filho muito amado das entranhas. A ideia, contraposta à beleza do ser encantado que eu me comprazia em gestar, horrorizou-me.

Então compreendi. Não posso me apartar do amor. Posso esquecê-lo ou negá-lo, se não for suficientemente serena, forte para recebê-lo. Mas o que é não deixa de ser.

O que me restou, então?

O que eu mais temia: suportar.

Porque a alegria e o prazer do amor são necessários para se viver, é verdade. Mas, para outorgar ao amor a soberania de uma vida, é preciso também ser portador dos ferimentos e cicatrizes que seus espinhos causam.

Agora, ungida pela dor, encontro-me um tanto mais distanciada do desejo e, em paz, experimento a minha humana sina de amar sem resistir.

Não terei sido a primeira a descobrir que o amor também é uma cruz.

Onides Bonaccorsi Queiroz

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: