Verbo de ligação


sombra e luz
02/10/2012, 13:29
Filed under: Prosa

Somos conhecidos há anos e nunca ouvi falar bem dele.

As referências são as piores. Dizem que não é bem certo. Que usa drogas. Que trafica. Que foi péssimo marido. Que é desonesto. Que briga com os vizinhos. Que estar perto dele significa ter problemas.

De modo que nunca me senti motivada a ser sua amiga. Nem inimiga. Se o encontro, cumprimento. E mantenho cautela.

Mas estes dias assisti a uma cena que me fez pensar.

Avistei-o num parque, ele não me percebeu. Estava com suas filhinhas, que moram com a mãe. De mãos dadas, uma de cada lado. Ora caminhava devagar, no ritmo das crianças, sorridentes. Quando elas corriam, ele corria junto. Depois as meninas paravam para colher umas florezinhas no chão. Ele agachava com elas. Esperava. Conversava com as duas, sorria.

As pequenas estavam muito satisfeitas, no seu passeio com o papai. Que parecia mais uma criança, de tão entregue ao momento. Mesmo assim, via-se que cuidava das filhas. Carinhoso e brincalhão.

Ao descobri-lo também doce, senti despontar em mim uma nota de afeição por ele.

Então, uma vez mais, certifiquei-me do quanto é vão e sempre impreciso o julgamento que um ser humano pode fazer de outro.

Pois o outro, sombra e luz, é um universo, um mundo de surpresas e de possibilidades.

Onides Bonaccorsi Queiroz

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: