Verbo de ligação


semente
19/01/2010, 21:25
Filed under: Poesia

Oh, semente

deitada no solo do meu peito,

tens um perfume.

E tuas notas vêm, às vezes,

encantar-me as horas.

Que trazes aí dentro?

Todas as cores

que faltam à minha paleta

e mais ainda

tantas muito insuspeitas.

Um mundo inteiro,

que dormindo espera

ser inventado por mim.

Eu te imploro,

abre-te, semente,

acenda-se a vida

que em ti repousa.

Rompa essa casca,

por amor!

É a fé a dona do ser.

Então germina,

oh, árvore da vida,

banha-te na luz.

Porque cada dia mais

tudo o que conheço de mim

tem fome dos teus frutos.

Onides Bonaccorsi Queiroz

Anúncios

Deixe um comentário so far
Deixe um comentário



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s



%d blogueiros gostam disto: